domingo, 14 de agosto de 2016

Viagem a Nova Iorque 5 - Breakfast in America

O que mais me custa nas viagens é a alimentação. Por isso safo-me nos pequenos almoços a comer bem. No hotel, tive que me adaptar à oferta que havia e era bem bom. Sumo de laranja, iogurte com cereais e aveia, torradas e omelete (por vezes de queijo, outras vezes uma "western omelete" que tinha carne lá dentro). Também experimentei os bagels, uns pães que têm formato de donuts. E as panquecas? Ah pois é, havia uma máquina de fazer panquecas. Era só carregar no botão e saíam duas panquecas quentinhas. Depois era só juntar a cobertura, neste caso, xarope de ácer.





Fotos de Alexandra Sousa

16 comentários:

  1. Também fizemos a mesma pergunta mas não dava jeito trazer na mala! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu despejava tudo da mala e trazia a máquina.
      Uma das coisas que acho frustrante é vivermos em pleno século XXI, com tanta tecnologia, contudo, existe uma panóplia impressionante de utensílios que não chegam a portugal e dariam um geitão! Na prática ainda se vive nos anos 70...

      Eliminar
    2. Não diria tanto mas de facto há coisas que era bem simples trazer para cá.

      Eliminar
  2. Traz-me uma dessas máquinas de fazer panquecas ehehe!
    Eu nem sequer como panquecas mas passaria a comer, se bastasse carregar num botão e.. zup! Já está. Quentinho e delicioso. Eu até dispenso os toppings...

    Muito interessante a partilha desse pequeno almoço americano ;) PS: os pratos são de papel ou celofane? É que parecem. Espero que sejam louça, como aqui. Ai, ai, ai se os americanos estão pouco a se importar com a poluição Kkkk

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha os pratos não eram de loiça. Pareciam de esferovite. E também me fez impressão por causa da reciclagem.

      Eliminar
    2. Esferovite... isso é até mais poluidor, se não estou em erro. Por mim até o plástico acabava! Mas é já uma indústria... Só em caso excepcional é que se fabricariam peças do que fosse em plástico, algo que demora séculos a se decompor e está actualmente a poluir alarmadamente o oceano. Além de que, a fauna marinha ingere esses pedaços microscópicos e morre.

      Fui pesquisar: Os 70 cidades nos EUA PROIBIRAM o uso de esferovite. Duvido que a capital fosse logo uma excepção.

      http://observador.pt/2015/07/03/nome-do-ambiente-cidades-proibem-embalagens-esferovite/

      Eliminar
    3. Pois, olha, nem sei que te diga.

      Eliminar
  3. bagels eu adoro agora uma maquina dessas de fazer panquecas e que era :D

    ResponderEliminar

Depósito de flores