quarta-feira, 5 de julho de 2017

Foi-se o espelho do Rossio

Em 2013 escrevi aqui sobre o espelho público que existia no Rossio n.º 115. Um espelho onde os cavalheiros podiam compor a gravata. Foi por isso com muita pena que descobri há pouco tempo que o espelho já não existe. 

Foto de Alexandra Sousa

4 comentários:

  1. Respostas
    1. Também fiquei com muita pena. Era tão engraçado.

      Eliminar
  2. Oh!
    Mais uma tradição de antigamente que se «apaga» sem as pessoas entenderem para quê serve aquele retangulo de pedra na parede... "Devia ser para pendurar cartazes" lol.

    Estou maravilhada com o que me mostras. Conheço uma outra Lisboa nestas imagens.
    A vantagem de um espelho é que sempre podem colocar outro.
    Embora naõ seja a mesma coisa, porque um novo tem aspeto de novo, é feito de novos materiais. O original tem cheiro de história e de cavalheiros e senhoras que ali passavam para se mirar.

    E quem diz que um espelho público não faz falta?
    Claro que faz!!
    As pessoas ainda passam diante das vitrines das lojas à procura de um pálido reflexo para avaliarem a sua aparência.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fiquei mesmo muito triste quando vi que tinham arrancado o espelho. Espero que o reponham.

      Eliminar

Depósito de flores