quarta-feira, 16 de março de 2016

Há uma Sandra parecida comigo

Ora ainda ontem estava eu a dizer que como eu não há ninguém mas há uma história recente que vos quero contar. Há dias estava na Estrada de Benfica, à procura de uma rua, onde ia a uma reunião. Às tantas uma senhora chamou-me do outro lado da rua: Alexandra! Alexandra! Eu virei-me e olhei para a senhora mas sem a conhecer. E ela grita-me "não me estás a conhecer?". E eu cheia de peso na consciência a dizer-lhe "não, peço desculpa, mas não a estou a conhecer". No meio desta troca de palavras, fui-me aproximando para ver se olhando de mais perto, conhecia a senhora. Até que ficámos cara a cara e eu completamente em pânico sem reconhecer mesmo a senhora. E é então que ela com um ar meio incrédulo me diz que me confundiu porque sou igualzinha a uma amiga Sandra. Portanto, ela chamou-me Sandra e eu ouvi Alexandra. Ainda nos rimos bastante as duas e ela garantiu-me que a Sandra, muito boa pessoa por sinal, é uma espécie de sósia minha.



12 comentários:

  1. Gostava de conhecer essas sócias... Há sempre alguém que nos garante sermos parecidas a outra pessoa. Sempre. Eu cá nunca me deu para isso. Mas gostava de conhecer a minha «irmã gémea».

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pode ser que um dia dês de caras com ela!:)

      Eliminar
  2. Uma história engraçada.

    A foto da calçada foi tirada em Cascais.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. ahahahah! acontece xD quando andava na escola primária havia uma rapariga que era quase quase igual a mim. As pessoas pensavam que eramos gemeas ou irmãs. Nunca mais a vi, mas estou certa que hoje somos sósias! beijinho

    http://the-not-so-girlygirl.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Muito bom. São situações que acontecem muito. Olha, a mim, aconteceu-me numa ida a Coimbra em que me confundiram com um amigo de família de longa data. E eu embaraçado por se tratar de um engano!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Foi sorte ela estar do outro lado da rua, pois caso estivesse perto, podia acontecer como aquele fulano que deu um valente calduço ao "amigo" e só quando ele se virou é que viu que se tinha enganado. ahahah

    ResponderEliminar
  6. Ahahah, muito bom. O esperto que nem um alho, tem razão. Imagina só! Eheh

    ResponderEliminar

Depósito de flores