terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Violência doméstica

É o tema na ordem do dia e acho que já vai tarde. Conheço três pessoas que já viveram esse terror e mesmo quando elas me contam e falam nisso parece-me demasiado surreal para ser verdade. Mas infelizmente é.
Ontem gostaria de ter estado presente na homenagem que foi feita. Dia 9 de Março haverá outra marcha em homenagem às vítimas. Se conseguir vou nesse dia. Não é que isso vá mudar a vida de alguém, mas pelo menos gostaria de dizer a quem sofre que não estão sozinhas.



4 comentários:

  1. É muito difícil ajudar quando as pessoas estão dentro destas relações... precisamente por isso... não se dá conta...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Costuma dizer-se que entre marido e mulher ninguém mete a colher...

      Eliminar
  2. Isto e' um tema muito complicado. Muitas mulheres (e nao so) sentem-se sozinhas, com medo, aterrorizadas. Talvez se as leis contra a violencia domestica fossem realmente exemplares e o sistema judicial funcionasse como deve ser e deixassem de desiludir tantas mulheres, as coisas fossem diferentes. E as mentalidades tem de mudar, temos (a sociedade) de deixar de pensar no homem como o sexo forte e a mulher como o sexo fraco, que sao eles que mandam, etc etc.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, ainda há tanto para fazer no que toca à mudança de mentalidades. Entretanto aproveito para dizer que visitei o teu/vosso blogue e amei. Adorei as imagens da Islândia.

      Eliminar

Depósito de flores